AS ARTES NO CURRÍCULO: ENCONTROS, QUESTIONAMENTOS E POSSIBIL[IDADES] 

(Artigo originalmente disponível no Boletim Digital de novembro de 2020)
 
Depois de alguns meses de interrupção, voltámos aos nossos  “Encontros”.
Os trabalhos que já tínhamos feito nas sessões de formação e com as crianças ficaram registados no “Diário de Bordo”. Em setembro retomámos. Ainda bem que tínhamos optado por fazer um “Diário de Bordo”. Ajudou-nos a reavivar memórias.
Continuámos o nosso percurso de formação: saboreámos os sentidos da música, da dança, do teatro ainda com o tempo quente de fim de verão. Já em pleno outono viajámos por entre os mundos de “Um Museu Portátil”. Fomos às suas origens, encantando os nossos olhares pelos “Cabinet de Curiosité” e pelas” Boîte en valise” de Duchamp. Falámos da “Estética da Acumulação” e da “Estética da Reunião”, passando pelos motivos e abordagens surrealistas e pelas ruturas que a arte trouxe e continua a trazer ao mundo. Por isso é que chegámos à conclusão de que a Arte não reproduz o real, a arte interroga-O. 
E foi com estas perspetivas que partimos para a elaboração do nosso “Museu Portátil”, que podem observar nas imagens. Só por falta de espaço não colocaremos tantos outros que fizemos para vos dizer: Como Tudo pode ser Outra Coisa. 
Foto Original de Jorge Prata.